Archive for Blogs

Ooooi, me dá um hostee?

Ok, eu preciso de um hostee, senão eu vou ter um troço. Isso que o wordpress.com faz é quase uma censura, tipo, inibe a liberdade criativa de qualquer pessoa. Tipo assim, eu não tô mais suportando só poder mudar a imagem de topo dos layouts. Enfim, se alguém quiser me dar um hostee, eu vou ser a criança mais feliz do mundo. E sim, eu tô dando uma de mendiga. E não, eu não tenho assunto pra postar.

P.S.: haha, fiz o layout mais lindo da minha vida, e tentei de tudo, e o servidor wordpress.com me vem com essa. Esse é o motivo da revolta.

P.P.S.: É, eu tava falando sério quando tava mendigando um hostee. Me batam agora.

Comments (13) »

Um novo recomeço

E morre um blog.
Mais um. Esse, não por minha culpa. Mas por culpa do weblogger. O serviço estava lamentável há anos, isso é verdade. Pessoas deixavam seus blogs “by weblogger” e seguiam suas vidas blogueiras, isso também é verdade. Mas, isso não dava á nossa “querida” equipe do weblogger o direito de deletar os poucos blogs que ainda restavam, isso é verdade, pelo menos, na cabeça de qualquer pessoa sensata. Os componentes da poderosa equipe do weblogger nunca foram sensatos. Seja pelas irritantes respostas automáticas – que aliás, eles enviavam até mesmo se você os xingasse – seja pelo serviço lamentável, que nunca, de fato, prestou.
E foi numa cruel tarde de sábado que um e-mail chegou na caixa de entrada. Um e-mail que comprovava a insensatez da inabalável equipe Weblogger Brasil. Um e-mail que simplesmente comunicava que o serviços do weblogger estavam se encerrando permanentemente, e que todos os blogs seriam excluídos em poucos dias. Lembranças, posts, comentários, valor sentimental, gráficos, tempo gasto, amizades, links perdidos. Isso importa? Pra mim, que sou uma manteiga derretida, importa sim. Para a equipe do weblogger, não importa, não mesmo.
E foi assim que tudo foi cruelmente apagado da blogosfera.
Reprise. Forty Five Cents. E as ruínas abandonadas de alguns blogs deixados para trás.

Por que mesmo eu voltei pra esse mundinho chamado blogosfera? Talvez porque eu ame incondicionalmente esse mundinho. Talvez porque seja bom para mim mesma escrever aqui. Talvez porque eu não tenha nada para fazer. Talvez, ao longo do tempo, eu descubra o porquê desse novo recomeço. Enquanto isso, eu apenas escrevo sobre… coisas. Talvez sobre o mundo. Talvez sobre a vida. Sobre a minha vida, de preferência.

Mudando de assunto, o boletim perverso vindo das trevas ataca outra vez. Dessa vez, errôneamente. Teóricamente, eu teria ficado de recuperação em três matérias. Praticamente, eu não fiquei em recuperação em três matérias. Teóricamente, eu iria para a secretaria reclamar, e alguém da nossa ilustre e amável diretoria resolveria o problema. Praticamente, eu fui reclamar, e a perversa e odiada diretoria disse que o problema não era dela.
A solução? Teóricamente, reclamar com os professores sobre os erros no boletim na segunda-feira. Praticamente, segunda-feira não tem aula. Ah, então, teóricamente, reclamar com os professores na terça-feira. Praticamente, a semana que vem vai ser semana cultural, ou seja: quatro dias de pura encheção de lingüiça, chatice (ou diversão, se você tiver dez anos de idade),e… AH CLARO, NADA DE AULAS. A solução? Teóricamente, esperar a reunião de pais e mestres. Praticamente, esperar a reunião de pais e mestres para reclamar, e levar bronca até lá. Ótimo!

Comments (5) »